Cachoeira do Chafariz

A Cachoeira do Chafariz está localizada dentro do Parque Estadual da Serra do Mar (PESM), e seu acesso é somente por trilha, de dificuldade média.

Cachoeira do Chafariz

O início da trilha é no Sertão da Quina, região sul de Ubatuba e partindo da Cachoeira da Renata são cerca de 1 hora de caminhada por dentro da Mata Atlântica até chegar a este pedaço de paraíso.

Cachoeira do Chafariz

Este é o mesmo caminho que leva até a Cachoeira da Água Branca. O percurso até a cachoeira só deve ser realizada com a presença de monitores profissionais e credenciados, principalmente para não se perder entre as várias trilhas existentes no local.

Importante:
Para realizar trilhas, siga algumas regras básicas: Preserve a natureza, não jogue lixo na trilha, não maltrate os animais, não entre em propriedades particulares, recolha seu lixo e dê o destino certo para ele, deixe apenas pegadas, evite fazer barulho, desfrute dos sons da natureza, cuidado para não causar incêndios na floresta, planeje bem sua caminhada e informe a alguém sobre seu passeio, proteja-se do sol, mosquitos, borrachudos e mantenha-se sempre na trilha.

Se a caminhada for extensa é indispensável alguns acessórios como um calçado confortável, calça comprida leve e macia, camiseta de manga comprida por conta do capim navalha, boné, mochila impermeável com repelente, protetor solar, máquina fotográfica, muda de roupa seca, capa de chuva, agasalho, apito, toalha, lanterna, além do lanche, água e barrinha de cereal por exemplo. Preste atenção as passadas, e desníveis causados por erosões, devido às chuvas, e a utilização de um “cajado” ajuda bastante a diminuir os impactos.

Também esteja alerta para abelhas, porcos do mato e a presença de cobras peçonhentas que são muito comuns em Ubatuba e na região da Mata Atlântica, tais como a jararaca (Bothrops jararaca), coral (Micrurus Corallinus), jararacuçú (Bothrops) e urutú-cruzeiro (Bothrops alternatus), que costumam ficar no meio da trilha, especialmente em lugares que bate sol.

Fazer trilhas acompanhado de um Guia Credenciado, é uma boa recomendação para garantir mais segurança e também aproveitar para conhecer a história do local.

As precauções em uma cachoeira:
– Sempre entre com os pés primeiro. Nunca de cabeça, pois isso já provocou diversas mortes ou paralisias e evite pular de locais altos;
– Evite ingerir bebidas alcoólicas antes do banho de cachoeira;
– Cuidado com o limo e o barro liso, você pode escorregar e cair sobre pedras, ou na água em buracos com fundo de lodo que podem fazer você afundar rapidamente;
– Atenção para o fenômeno cabeça d´água, que é o aumento repentino do fluxo de água que vem da cabeceira dos rios que formam a cachoeira. Muitas vezes no local da cachoeira o tempo está firme, até com sol, mas choveu muito nos locais das nascentes dos rios ou em seu percurso e o aumento do volume de água é extremamente rápido. Ao primeiro sinal da presença de galhos, mudança repentina da cor da água ou se estiver chovendo, saia imediatamente da água e da margem do rio;
– Se estiver em perigo, tente manter a calma, flutue e acene por socorro e não nade contra a correnteza. Se for ajudar, não entre na água, jogue um material flutuante e ligue para 193.

Lembre-se: da natureza nada se tira, além de fotos e nada se leva, além de boas lembranças!!!