Trilha da Ponta da Espia

No canto da Praia da Enseada se inicia a Trilha da Ponta da Espia, que passa pela Prainha da Enseada, e finaliza na Praia do Tapiá (ou do Godói) com aproximadamente 2,6 Km e realizada em torno de 50 minutos.

Mapa da Trilha da Ponta da Espia

No caminho temos o acesso, um desvio na trilha para a Praia de Fora e um pouco antes de chegar na Praia do Tapiá é possível descer até as Praias do Xandra e Itapecirica, mas deve-se ter muito cuidado, pois é uma descida muito íngreme. A Trilha da Ponta da Espia deveria chegar até a Praia das Toninhas, porém um condomínio colocou cercas impedindo a passagem.

Praia da Enseada e bela visão do Pico do Corcovado

Esta trilha no passado, ligava a região sul de Ubatuba ao centro, antes da construção da estrada Rio-Santos, passando pela Ponta da Espia, ponto mais próximo do continente com a Ilha Anchieta (cerca de 500 metros), onde ficava uma guarda que controlava do continente, o movimento do presídio na Ilha.

O percurso é realizado em sua maior parte do tempo, dentro da Mata Atlântica, com vários pontos de exuberante visualização da Ilha Anchieta, Ilha das Cabras, Praia de Fora e uma linda aproximação da Praia do Tapiá. A trilha é de dificuldade fácil a moderada, com muitos aclives e declives, com alguns pontos de atenção devido a erosão do solo, árvores caídas e estreitamento em alguns trechos.

Prainha da Enseada - Ubatuba

O caminho se inicia exatamente no canto esquerdo da Praia da Enseada, inicialmente por uma rua de paralelepípedo, depois passando por dentro de algumas propriedades particulares antes de entrar em uma trilha mais fechada.Acesso Praia de Fora

Neste início de trilha, temos uma vista maravilhosa da Praia da Enseada e do Pico do Corcovado ao fundo e logo chegamos a Prainha da Enseada. Uma praia de pequena extensão, com muitas pedras aparentes, uma bica de água, local ideal para o mergulho livre e refugiado da movimentada Praia da Enseada.

Seguindo a trilha, passa-se por um portão de madeira, bastando empurrá-lo, e após mais 25 minutos de caminhada (aproximadamente 1,7 km da Praia da Enseada), temos uma bifurcação, que no dia que fizemos a trilha, tinha um tronco de árvore atravessado, única referência da saída à direita para a Praia de Fora.

Praia de Fora

Para chegar a esta praia, uma curta descida, bem inclinada, com algumas cordas para auxiliar, troncos de árvores no caminho, uma mini escalada de 5 minutos.

A partir da bifurcação da entrada para a Praia de Fora, seguindo à esquerda em direção à Praia do Tapiá, a trilha tem uma leve subida e em instantes, temos uma linda vista da Praia de Fora (entre as árvores da trilha), bem como da Ilha Anchieta.

Trilha da Ponta da Espia
Vista da Ilha Anchieta e da Ilha das Cabras

À frente, temos a abertura da Trilha da Ponta da Espia, sem a proteção das enormes árvores, e a visão se amplia, permitindo apreciar a Ilha Anchieta com suas duas enormes montanhas (pontas) e ao seu lado a Ilha das Cabras.

Trilha da Ponta da Espia - Ubatuba
Praia do Tapiá no final da trilha

Em seguida avistamos a Praia do Tapiá, lá embaixo, e percorrendo mais 5 minutos chegamos as areias da mesma (cerca de 900 metros após a bifurcação e mais 20 minutos de caminhada).

Praia do Tapiá - Ubatuba

Para os mais aventureiros, um pouco antes da Praia do Tapiá, é possível explorar duas outras saídas à direita, descidas íngremes, percursos escorregadios, que exigem atenção máxima e não recomendados para quem não está preparado, que levam às pequenas Praias do Xandra e Praia de Itapecirica.

Sobre a origem do nome desta última, em tupi, o nome “Itapé-cerica” do tupi-guarani quer dizer “monte granítico em encosta e escorregadia”, “pedra escorregadia”. Este nome realmente corresponde ao local que, em sua costeira do seu lado direito, é formado por estas características.

Importante:
Para realizar trilhas, siga algumas regras básicas: Preserve a natureza, não jogue lixo na trilha, não maltrate os animais, não entre em propriedades particulares, recolha seu lixo e dê o destino certo para ele, deixe apenas pegadas, evite fazer barulho, desfrute dos sons da natureza, cuidado para não causar incêndios na floresta, planeje bem sua caminhada e informe a alguém sobre seu passeio, proteja-se do sol, mosquitos, borrachudos e mantenha-se sempre na trilha.

Se a caminhada for extensa é indispensável alguns acessórios como um calçado confortável, calça comprida leve e macia, camiseta de manga comprida por conta do capim navalha, boné, mochila impermeável com repelente, protetor solar, máquina fotográfica, muda de roupa seca, capa de chuva, agasalho, apito, toalha, lanterna, além do lanche, água e barrinha de cereal por exemplo. Preste atenção as passadas, e desníveis causados por erosões, devido às chuvas, e a utilização de um “cajado” ajuda bastante a diminuir os impactos.

Também esteja alerta para abelhas, porcos do mato e a presença de cobras peçonhentas que são muito comuns em Ubatuba e na região da Mata Atlântica, tais como a jararaca (Bothrops jararaca), coral (Micrurus Corallinus), jararacuçú (Bothrops) e urutú-cruzeiro (Bothrops alternatus), que costumam ficar no meio da trilha, especialmente em lugares que bate sol.

Fazer trilhas acompanhado de um Guia Credenciado, é uma boa recomendação para garantir mais segurança e também aproveitar para conhecer a história do local.

Lembre-se: da natureza nada se tira, além de fotos e nada se leva, além de boas lembranças!!!