Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Picinguaba

Criado em 1977, o Parque Estadual da Serra do Mar (PESM) é o maior parque paulista, com 315.390 ha, destinados à preservação, à educação ambiental, à valorização da cultura local e à pesquisa científica.

No Município de Ubatuba, o Parque Estadual da Serra do Mar abrange uma área de aproximadamente 47.500 ha, administrado à partir do Núcleo Operacional Picinguaba, cuja sede encontra-se à 40 quilômetros do centro da cidade, na entrada para a Praia da Fazenda.

Núcleo Picinguaba

Inaugurado em 1979, a partir da incorporação da Fazenda Picinguaba ao Parque Estadual, área do município de Ubatuba, no local temos um estacionamento com duchas para os visitantes, uma réplica de casa caiçara e um pequeno museu. Desta forma, restingas, manguezais, praias e costões rochosos passaram a fazer parte do cenário protegido do Parque Estadual Serra do Mar (Decreto Estadual 13.313 de 06/03/1979).

Em seus arredores são encontrados praticamente todos os ecossistemas representativos da Mata Atlântica, desde manguezais e vegetação de planície litorânea com altíssimos índices de biodiversidade, até pequenas ocorrências de campos de altitude nos seus pontos culminantes, como a Pedra do Espelho (1.670 metros) e os Picos do Corcovado (1.160 metros) e Cuscuzeiro (1.275 metros) em Ubatuba.

O Núcleo Picinguaba é o único trecho do PESM que atinge o nível do mar, protegendo cinco belíssimas praias, na região norte de Ubatuba: Brava da Almada, Fazenda, Picinguaba, Camburi e Brava do Camburi.

O Núcleo tem como uma de suas principais características, a presença de comunidades tradicionais como a Vila de Picinguaba, Cambury, Sertão da Fazenda e Sertão do Ubatumirim, onde ainda é possível vivenciar as culturas tradicionais caiçara e quilombola, seus estreitos laços com a mata e o mar e a busca da sustentabilidade por meio do turismo.

Trata-se de um ponto ambientalmente estratégico por unir o PESM com o Parque Nacional da Serra da Bocaina através de uma sobreposição das duas unidades, integrando ambas a um conjunto formado ainda pela área de proteção ambiental do Cairuçu e reserva ecológica da Joatinga, já no município de Paraty-RJ.

Dentro de sua área se encontra a Casa de Farinha, antigo engenho de álcool e açúcar da Fazenda Picinguaba construída no final do século passado.

Fauna
O Núcleo Picinguaba apresenta uma fauna bem diversificada da Mata Atlântica, de manguezais até espécies marinhas. Grande parte dela está ameaçada de extinção, como por exemplo a onça pintada, suçuarana (onça parda), jaguatirica, lontra, monocarvoeiro, gambá, morcegos, preguiça, macaco-prego, paca, capivara, tatu, tamanduá, cateto, cotia, sabiá, tucano, atobá, saíra, ariranha, jacu, Anambezinho, sabiá-cica, gaivota, guaiamums entre outros exemplares da fauna baixo-serrana e litorânea.

Flora
Sobre uma região de relevo acidentado e vegetação primária e secundária de Mata Atlântica, o Núcleo preserva árvores de grande porte, com grande diversidade de famílias: Lauraceae, Sapotaceae e Myrtaceae, Arecaceae, entre diversos tipos de orquídeas e bromélias.

Trilhas de Interpretação
As trilhas de interpretação são instrumentos básicos para a realização das atividades de ecoturismo e vivência ambiental em área protegida. São caminhos traçados em um sítio natural, degradado ou não, como explicação sobre o meio ambiente. Estas trilhas, localizam-se dentro da floresta ou do ecossistema objeto, aproveitando-se quando possível, traçados já existentes.

Quando bem elaboradas, conseguem promover o contato mais estreito entre o homem e a natureza, possibilitando conhecimento das espécies, animais e vegetais, da história local, da geologia, dos processos biológicos, das relações ecológicas, ao meio ambiente e sua proteção, constituindo instrumento pedagógico muito importante. No Núcleo Picinguaba, as trilhas do Corisco e do Picadão da Barra foram as primeiras que contaram com sinalização para visitantes.

Seguem alguns roteiros e atividades organizadas pelo PESM – Núcleo Picinguaba:
Trilha Fluvial
Este é um dos mais interessantes passeios do Núcleo Picinguaba, uma atividade realizada pelo manguezal do Rio Fazenda, em barcos conduzidos a remo, com capacidade de transporte para até 10 pessoas. Propicia observar a flora específica desse ecossistema e diversas espécies de caranguejos, aves e vestígios de animais que visitam o local. Durante o percurso o visitante pode conhecer os aspectos do meio físico que condicionam as características do manguezal e vegetação de restinga.

Trilha Fluvial Praia da Fazenda
Trilha Fluvial Praia da Fazenda

É possível também observar os processos erosivos e de sedimentação da dinâmica dos rios no encontro com o mar. Uma opção interessante é realizar esta trilha ao anoitecer, para comparar e observar a presença de animais com hábitos noturnos. Considerado berçário do mar, o manguezal é um ambiente exótico, diferente do intenso azul das praias. Águas escuras, vegetação com raízes à mostra, solo preto e cheio de texturas, grandes caranguejos azuis e vermelhos, garças e andorinhas, é o cenário admirado por aqueles que se aventuram na Trilha Fluvial, pelo manguezal do Rio Fazenda, nascido a 850 metros do nível do mar, o passeio dura cerca de duas horas.

Ao longo da trilha fluvial, o monitor rema suavemente sobre as águas do mangue, explicando a importância deste ecossistema e as espécies encontradas. Peixes como Paraty, Carapeva, Caratinga, Robalo e Tainha desovam e se criam neste ambiente calmo e rico em matéria orgânica. Com sorte, é possível avistar mamíferos como lontras, capivaras e cachorros do mato.

Trilha do Jatobá – Poço da Rasa
A partir da Casa de Farinha percorre-se trecho de mata de encosta bastante preservada, sendo oportuno para conhecer algumas espécies que estão em risco de extinção, como o palmito juçara e algumas árvores centenárias como o Jatobá, arvore típica da Mata Atlântica usada pelos moradores como remédio caseiro, finalizando no Poço do Rio Fazenda onde o grupo pode fazer uma parada para banho. Apresenta nível de dificuldade fácil, percurso de 1.600 metros com duração aproximada de 2 horas ida e volta.

Trilha do Corisco
A trilha do Corisco percorre o Parque Estadual da Serra do Mar e o Parque Nacional da Serra da Bocaina, caminho histórico longamente utilizado pelos moradores da região norte de Ubatuba, para se locomover até Paraty antes da construção da rodovia Rio-Santos. Há indícios de que tenha sido utilizada já na época do ouro, como rota de fuga de piratas.

Partindo do bairro do Corisco, bairro rural da cidade de Paraty, o primeiro trecho de trilha nos leva ao alto da serra, onde está o marco de divisa entre os estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Após o marco um longo trecho de descida. A dificuldade desta trilha encontra-se no fato de que a mata constantemente cobre o caminho, sendo comum a trilha se esconder por baixo do tapete de folhas, galhos e até mesmo árvores caídas. Saindo de Paraty o final desta trilha é na Casa da Farinha.

Trilha da Rasa
Nível de dificuldade médio, percurso de 5.200 metros com duração aproximada 6 horas ida e volta. É realizada com grupos que têm preparo físico para caminhar. O percurso é por trecho de Mata de Encosta com possibilidade de encontrar fauna e flora endêmicas. Acompanha o Rio Fazenda até um poço propício para banho, atingindo a zona primitiva do parque no interior da Mata Atlântica conservada.

Trilha Camburi – Trindade
É uma trilha de nível difícil, percurso de 5.500 metros com duração aproximada de 4 horas e meia ida e volta. Interliga as Vilas de Camburi e Trindade e, portanto, os estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Atravessa trecho do Parque Nacional da Serra da Bocaina, com pontos mais altos atingindo 300 metros de altitude, vista para o mar, brejos, tocas e grande trecho de Mata Atlântica. O ideal é combinar a volta com condução própria ou ônibus circular.

Praia do Camburi
Praia do Camburi

Trilha Brava da Almada
Percurso de 4.200 metros, nível médio com duração aproximada de 4 horas ida e volta. Saindo da Praia da Fazenda, passa por costão rochoso com parada na Praia das Conchas (Saco das Taquaras), seguindo por trechos de mata de encosta semi degradada até chegar à Praia Brava da Almada. Esta trilha faz parte do “Passaporte Trilhas de São Paulo” e recebe destaque pela beleza da paisagem, tanto da trilha como da praia.

Brava da Almada
Praia Brava da Almada

Trilha do Picadão da Barra
Inicia-se na rodovia Rio-Santos próximo a entrada da Praia de Picinguaba e vai até a foz do Rio das Bicas onde há um manguezal e fazia parte do caminho entre Picinguaba e Paraty. Os posseiros do sertão ainda hoje a utilizam para chegar à Vila de Picinguaba, Lembrando que é imprescindível o acompanhamento de guias capacitados para que o passeio seja feito sem maiores preocupações.

O tempo necessário para percorrê-la é de cerca de duas horas, apresenta nível de dificuldade fácil, percurso de 4.500 metros, muito utilizada e indicada para o programa de educação ambiental com escolas. Observa-se transformações na vegetação e seus diversos estágios de regeneração. São encontradas espécies características da mata de restinga como Araçá, Caixetas, Pau-abóbora, Ingás e no mangue uma grande variedade de Bromélias e Orquídeas. A travessia do rio até a Praia da Fazenda pode ser feita de bote ou a pé na maré baixa.

Comunidade Tradicional Quilombola da Fazenda
O roteiro inclui visita a Agrofloresta, Casa de Farinha, Roda de Conversa com moradores antigos, apresentação musical do grupo ”Tambores da Fazenda” e visita à cachoeira; é possível também agendar um almoço tradicional na comunidade. Possui nível de dificuldade fácil e tem duração aproximadamente de 6 horas; Os itens deste roteiro podem ser adquiridos separadamente.

A Casa da Farinha foi um antigo engenho de cana de açúcar que funcionou até o final do séc. XIX. Hoje em pleno funcionamento, é largamente utilizada pela comunidade para produzir farinha de mandioca sendo um exemplo da história viva da vida caiçara. O passeio é um convite para quem aprecia a natureza em sua forma mais primitiva, com árvores centenárias, diversos riachos, cantos de pássaros exóticos, até chegar ao Poço da Rasa.

Casa da Farinha
Casa da Farinha

Comunidade Tradicional do Camburi
Roteiro Completo: Visita à comunidade tradicional caiçara e remanescentes de quilombo. O roteiro completo inclui a Trilha dos Poços, visita à Casa de Farinha Familiar, Praia do Camburi e Roda de Conversa com os moradores mais antigos da comunidade, com a possibilidade de agendar um almoço tradicional na comunidade.

Quilombo Camburi - Placa Informativa

O agendamento para estas atividades do Núcleo Picinguaba pode ser feito previamente através do Telefone.: (12) 3832-1397 ou pelo e-mail: [email protected] O preço do passeio depende da quantidade de pessoas do grupo, e o valor é revertido para a manutenção das unidades de conservação do PESM.

Fonte de Informações
http://www.parqueestadualserradomar.sp.gov.br/pesm/nucleos/picinguaba/