Ubatuba – Informações Gerais

A Estância Balneária de Ubatuba, é uma cidade do litoral Norte Paulista com muitas praias desertas, preservadas e cercadas por Mata Atlântica, ao longo de 90 Km de costa. Dista da capital do estado de São Paulo 262 Km, limita-se ao norte com Paraty (RJ), ao sul com Caraguatatuba, à oeste com Cunha, São Luiz do Paraitinga e Natividade da Serra (SP) e à Leste com Oceano Atlântico.

Mapa da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte

A cada ano cresce o número de turistas que aportam nesta encantadora região, seja por via terrestre ou em grandes transatlânticos que escolhem Ubatuba como ponto de suas paradas. É considerada a quarta cidade mais visitada entre as 645 do estado de São Paulo e a segunda com maior número de leitos do estado.

Ubatuba no Estado de SP – Imagem de RoteiroBR |Ubatuba

Conhecida internacionalmente como a “Capital do Surf”, situada no extremo norte do litoral paulista, Ubatuba é cercada pela Serra do Mar e sua exuberante Mata Atlântica, conta com um território de 723,829 km², sendo 83% localizado no Parque Estadual da Serra do Mar, área de preservação ambiental, com mais de 50.000 hectares de Mata Atlântica.

O Parque Estadual da Serra do Mar, criado para proteger e preservar a mata atlântica, tem três núcleos dentro de Ubatuba: Cunha-Indaiá, Santa Virgínia e Picinguaba. Além disso, a cidade possui uma sede do Projeto TAMAR, destinada à conservação das espécies de tartarugas-marinhas do litoral brasileiro.

capital do surf

O município se constitui, de certa forma, num grande retângulo irregular com cerca de 80 Km de comprimento, situado com a fachada oriental voltada para o Oceano Atlântico e tendo uma faixa de planície entre o litoral e a serra que varia de 8 a 16 Km de largura. Ubatuba faz parte do chamado “Litoral Norte do estado de São Paulo”, zona que compreende a orla marítima que se estende de Santos para o nordeste, indo até a Serra do Corisco que vai terminar na Ponta da Trindade, já fazendo limites com o estado do Rio de Janeiro. Seu litoral é muito recortado numa sucessão contínua de baías, angras, sacos e enseadas resultando  numa infinidade de praias pequenas e médias quase sempre próximas da Serra do Mar e suas planícies são estreitas, cortadas por rios e riachos de pequeno curso.

Portal de Ubatuba

Do ponto de vista do relevo, Ubatuba participa das planícies costeiras do Brasil com seus 92 Km de litoral, nenhum município brasileiro (ou no mundo) oferece tantas praias (102 é o número mais reconhecido), aos que buscam o merecido lazer, são praias mansas, de “tombo”, pequenas e graciosas, extensas, frequentadas ou desertas, com fácil acesso ou ás vezes precisando atravessar rio para alcançá-la, caso da Praia da Puruba.  Se o turista quiser visitar uma praia por dia, serão necessários mais de 3 meses para completar a missão.

As ilhas são predominantemente rochosas, contabilizando 16 ilhas (destaques para as Ilhas Anchieta, do Prumirim e das Couves), 7 ilhotas e 8 lajes, formando um verdadeiro paraíso ecológico, ideal para mergulhar, pescar ou simplesmente curtir a natureza.

A cobertura florestal de Ubatuba é caracterizada pela floresta ombrófila densa e ecossistemas associados, que apresentam variação em função do relevo e influência do mar, a exemplo das restingas, mangues, e demais áreas costeiras.

Dentro do PESM, um total de 19.464,2 ha (24,76% da área total) são ocupados por unidades de produção agrícola. Dos 649,9 ha utilizados pela agricultura, 260,4 ha são utilizados para cultivo de banana, a principal atividade agrícola local, seguido do cultivo de mandioca, com 67 ha de área plantada. Uma expressiva maioria da população ainda vive em comunidades tradicionais que praticam o uso tradicional dos recursos naturais como um componente essencial da economia familiar, e tem sua forma de vida baseada em atividades de agricultura itinerante, de pequena pesca, do extrativismo vegetal e do artesanato.
Quase todas as comunidades tradicionais de Ubatuba encontram-se no entorno do PESM (Parque Estadual da Serra do Mar) e, em alguns casos, dentro da área da Unidade de Conservação (UC).  Em função da legislação que rege as UCs, as famílias que nelas vivem tem restrições para praticar a agricultura e extrativismo nessas áreas. Esta realidade tem levado a um quadro de depressão das atividades produtivas, com consequências que põem em risco a reprodução social destes grupos e induzem a uma exploração desordenada dos recursos naturais que comprometem a sustentabilidade dos ecossistemas.

As principais atividades econômicas do município são o turismo, a construção civil, pesca e o comércio.

Clima
Do ponto de vista climático ocupa uma posição intermediária ou de transição entre o clima tropical e o subtropical, uma vez que o município é cortado pelo Trópico de Capricórnio. Numerosas cascatas e cachoeiras amenizam o calor do sol depois da praia, as tardes amenas e noites tranquilas sob a aragem do terral, tornam este espaço o lugar ideal para os esportes náuticos, os passeios a pé e o repouso.

Com temperatura média de 21,2°C e chuvas bem distribuídas ao longo do ano, a cidade tem  precipitação média anual de 2.600 milímetros, o que é refletido pelo apelido “Ubachuva”, que a cidade recebe. O mês mais quente do ano é fevereiro, com temperatura média compensada de 25,2 °C e o mais frio é julho, com 17,7 °C.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1961 a 2009, a temperatura mínima absoluta registrada em Ubatuba foi de 3,1 °C em 14 de maio de 1963, e a maior atingiu 40,8 °C em 9 de setembro de 1997, superando os 39,4 °C registrados em 27 de novembro de 1963. O maior acumulado de precipitação (chuva) registrado em 24 horas foi de 344,1 mm em 22 de janeiro de 1976.

Hidrografia
Os rios e córregos que cortam Ubatuba são: Rio da Prata, Rio Maranduba, Rio Escuro, Rio Grande de Ubatuba, Rio Indaiá, Rio Itamambuca, Rio Puruba, Rio Iriri, Rio Fazenda, Rio das Bicas, Córregos Duas irmãs, Córrego Lagoinha, Rio Acaraú, Rio Promirim, Rio Quiririm e Rio Ubatumirim.

Origem do Nome Ubatuba
Há três versões aceitas para o nome de Ubatuba:
1ª – A origem dessa palavra é corrupção de vocabulário indígenas: IBATYBA – sitio abundante de ubas, cana silvestre (apontamento histórico de Manuel Eufrásio de Azevedo Marques). Segundo outros provem de dois vocabulários – TUBA – muitos, ubá – arcos.
Segundo Plinio Airosa em “Primeiras Noções de Tupi” – Ubatuba vem de uyba-tuba – local em que nascem, onde há abundância de caniços de flechas.
2ª – uba> canoa + tuba> muitas = lugar de muitas canoas.
3ª – Segundo o Dicionário Geográfico da Província de São Paulo. do Dr. João Mendes de Almeida página 261: Ubatuba – corruptela de Ybiy-atu-bae, Ybiy= baixa, atu= curta, com a partícula bae (breve) para formar particípio significando “o que é” Ubatuba: ser pequena e rasa.

mapa de estradas

População
Conforme estimativas do IBGE de 2019, era de 90.799 habitantes e como referência 78.801 habitantes em 2010, e a sua densidade demográfica é de 108,87 hab/Km2. O gentílico de Ubatuba (quem nasce ou reside na cidade de Ubatuba) é Ubatubano.

Coordenadas:  Latitude 23° 26’ 13” e Longitude 45° 04’ 08”.

Distâncias entre Ubatuba e algumas cidades
Angra dos Reis 166,3 Km, Aparecida do Norte 150 Km, Belo Horizonte 610 Km, Campinas 276 Km, Campos do Jordão 160 Km, Caraguatatuba 55 Km, Cunha 117 Km, Ilha Bela 78,3 Km, Natividade da Serra 18,5 Km, Paraty 74 Km, Rio de Janeiro 310 Km, Santos 205 Km, São José dos Campos 137 Km, São Luiz do Paraitinga 52,8 Km, Rio de Janeiro 318,5 Km, São Paulo 234,1 Km, São Sebastião 80 Km, Taubaté 100 Km, Divisa com o estado do RJ 49 Km.

Rodovias da Região
SP-99 – Tamoios
SP-70 – Carvalho Pinto e Rodovia Ayrton Senna
SP-125 – Oswaldo Cruz
SP-55 – Rio-Santos
SP-88 – Mogi-Salesópolis

Fontes de Informações:
Livro Ubatuba ou “Ubachuva”
, Uma Questão de Geografia, escrito por Ophélia Alves Figueira de Camargo.
Livro RoteiroBR Ubatuba.
Site do Projeto Juçara: https://www.projetojucara.org.br/comunidades/ubatuba-litoral/