Sununga Skim Festival – Skimboard

A Praia da Sununga é reconhecida como a capital brasileira do Skimboard, atividade que vem ganhando anualmente mais adeptos da modalidade, que une características do surf e do skate, e cresce no litoral brasileiro.

Skimboard

O Sununga Skim Festival é o principal meio de divulgação do Skimboard no país, trazendo, além da competição, concursos e iniciativas culturais durante toda semana do evento. Desde 2012 o Brasil recebe uma das etapas do Mundial de Skimboard, o United Skim Tour (UST), mas em 2016, pela primeira vez o campeonato começou aqui, o que evidencia o aumento do número de praticantes nas praias brasileiras.

sununga capital do skimboardA Praia da Sununga, sede da etapa brasileira, é considerada, o segundo melhor “pico” do skim no mundo. Não existe praia com as formações de ondas como a Sununga, uma praia de tombo, pequena, a onda que bate na pedra volta como uma onda frontal, e os “skimboarders”, adoram esta formação de onda de lado, chamada de “sider”, sendo possível ocorrer fatos como um atleta, pegar dois tubos em uma única onda (manobra já realizada pelo californiano Blair Conklin). A praia mais parecida, na formação de ondas como a Sununga, é a “The Wedge”, que fica na Califórnia, no entanto, a onda na Sununga é da direita para esquerda, ao contrário da famosa onda californiana.

Antes do Skimboard, era comum na região a prática do “Sonrisal”, esporte em que uma pequena prancha arredondada desliza da areia em direção à onda. Foi por volta de 2005, com a chegada de alguns cariocas no litoral de Ubatuba, que o Skimboard se popularizou na Sununga, os moradores tomaram gosto pelos pequenas pranchas de madeira e, com os anos, os talentos foram se aparecendo, destaques para Leandro Azevedo e Renato Lima, ambos nascidos em Ubatuba.  A maioria dos campeonatos nacionais aconteciam no Rio de Janeiro e no Espírito Santo, mas com o destaque dos ubatubenses, a cena do skim na Sununga ganhou força.

Diferentemente do surf, em que a rebentação, ocorre lá no fundo, e o público praticamente não tem contato com os surfistas e organizadores, no Skimboard, os atletas “pegam” a onda próximo da plateia, promovendo uma grande integração. A Etapa mundial de Ubatuba, é a mais esperada do ano, devido à qualidade das ondas, a receptividade dos locais, e já entrou pra história do esporte, além disso, os “gringos” amam estar na Praia da Sununga.

Sununga - Skimboard

História
O Skimboard é um esporte de prancha litorâneo, que teve seu primeiro registro histórico, feito em 1927 na Praia de Laguna na Califórnia com um salva vidas local, deslizando na faixa de areia próxima ao mar. No Brasil desde a década de 50, o esporte vem sendo praticado em todo litoral com destaque para as regiões sudeste e nordeste.

Durante muitos anos as pranchas eram feitas de madeira e em formatos variados, que permitiam apenas deslizar pela esteira d´água, mas atualmente, o esporte conta com materiais de alta tecnologia, que permitem realizar manobras, que misturam o surf e o skate.

Com a evolução das suas manobras, atletas profissionais de outras modalidades vêm demonstrando publicamente, um grande respeito e admiração pela modalidade, caso do surfista 11 vezes campeão mundial, Kelly Slater e do lendário skatista Tony Hawk, que recentemente postaram em suas redes sociais, fotos e vídeos do esporte com muitos elogios.

Por ser praticado com muito dinamismo, e extrema plasticidade na faixa de areia próxima ao mar, o Skimboard, não passa despercebido pelos banhistas e atrai novos praticantes diariamente. Estima-se que, atualmente existam mais de 30.000 praticantes do esporte só no Brasil.