Parkour em Ubatuba

A Academia de Ubatuba: U.P.K (Unity Parkour) @unity_pk foi criada em 6 de fevereiro de 2015, por um grupo de amigos que praticavam a modalidade juntos, tendo sempre um sonho de ter um “pico” (local de treino) no qual pudessem praticar a modalidade e passá-la para outros de uma forma mais segura.

parkour

A academia recebe adeptos acima dos 7 anos, sempre focando o trabalho em equipe e respeitando as diferenças e dificuldades de cada um. Unity - ParkourOs treinos comandados pelo professor Matheus Castilho, buscam atingir resultados para os alunos da maneira mais satisfatória possível, sempre adaptados para as diferenças de idade e dificuldades, procurando manter a integridade física e mental.

Unity Parkour – Grupo de Parkour da cidade de Ubatuba
Endereço:
Av. Rio Grande do Sul, 542 – Umuarama, Ubatuba – SP, 11680-000
Professor: Matheus Castilho
Fone: (12) 99240-0423
e-mail: [email protected]

Instagram: @unity_pk
Facebook: Unity parkour

A História do Parkour
Desenvolvido como um método de treinamento que permite ao indivíduo, ultrapassar de forma rápida, eficiente e segura quaisquer obstáculos utilizando somente as habilidades e capacidades do corpo humano, o Parkour (por vezes abreviado como PK) foi desenvolvido inicialmente na França em meados do final dos anos de 1980. O termo é proveniente de uma adaptação da palavra original ‘parcours’ e foi sugerido por um amigo de David Belle, o qual por sua vez, junto com alguns amigos de adolescência, é considerado como fundador do Parkour.

Ainda, o termo ‘parcours’ tem relação com o ‘Parcours du combattant’, mais conhecido como a pista de obstáculos do pentatlo militar. A modalidade tem diversas influências de práticas corporais e dentre estas, destacam-se as ginásticas e o Método Natural de Educação Física de Georges Hébert, também conhecido como ‘Métode Naturelle’, o qual também se utilizava de habilidades e capacidades corporais para superar obstáculos e desafios tanto em ambientes urbanos como quantos naturais. A modalidade pode ser praticada tanto individualmente quanto em grupo.

Parkour

Ao praticante do sexo masculino, este é denominado ‘traceur’ e seu equivalente feminino é ‘traceuse’. Ambas grafias são de origem francesa, porém para maior disseminação e facilidade de pronuncia, o termo em inglês ‘tracer’ [trey-ser], foi o mais difundido.

A prática requer treinamento físico metódico, dedicação, comprometimento e visa principalmente a eficácia, poupando energia para ultrapassar os obstáculos e evitando ferimentos de quaisquer ordem. Os praticantes do Parkour atribuem ao mote ‘être et durer’ (‘ser e durar’, traduzido do francês), a importância do fortalecimento e da longevidade na prática por meio do treino constante, buscando sempre melhorar a si enquanto ser humano. Essa ideia de manter o corpo forte e vigoroso a longo prazo foi absorvida do Método Natural de Georges Hébert e ainda é propagada por muitos praticantes.

A prática do Parkour é comumente vinculada em uma visão grosseira e deturpada de que seus praticantes são “puladores de prédios”, arruaceiros e desocupados. Porém, somente quem realmente adentra a prática ou busca informações sobre, seja por curiosidade, ou por vontade, acaba por descobrir que o Parkour é, acima de tudo, uma disciplina de cunho de exercício físico e moral, voltada para o desenvolvimento de habilidades e capacidades do corpo, usando de corridas, variações de movimentos quadrupedais, diversos tipos de rolamentos, formas de escaladas, equilíbrios, saltos e outras formas de movimento para ultrapassar os obstáculos de maneira rápida, eficiente e segura, os quais podem levar a novos patamares de exploração do movimento humano.

O Parkour não é um esporte, ou tampouco um esporte radical. Mais do que isso, buscamos lidar com nosso próprio corpo sem a dependência de acessórios, construir um corpo forte e duradouro, sair da zona de conforto e nos tornar sempre melhores. Melhores para nós e para o mundo ao redor, e não uma busca por riscos ou por adrenalina. Não há regras ou um juiz dizendo o que é certo ou errado, não há competidores fazendo você ganhar ou perder, é uma batalha interna entre você e o ambiente, ou de você contra você mesmo. Apenas você e o seu corpo ditam as regras.

Uma atividade rica em experiências e valores para o desenvolvimento do ser humano em seu potencial. A superação de obstáculo treinada no meio físico se transfere para as mais diversas dificuldades que podemos encontrar em nossas vidas – “Eu não sabia que era capaz de fazer isso!” é uma frase comum de se ouvir dos iniciantes que vão descobrindo em suas habilidades um potencial inexplorado.

parkour

A experiência do parkour não pode ser explicada, deve ser vivida. Seja ao subir um muro alto pela primeira vez, fazer um salto de precisão, de aprender uma técnica nova ou desafiar os amigos para repetir 100 vezes aquele salto perfeito. Qualquer um pode praticar, independentemente do tamanho do muro que você consegue subir ou o quão longe pode saltar. O desafio está nos pequenos obstáculos para serem superados, na sua capacidade de enxergar o desafio nos detalhes. Basta ter vontade de superar seus obstáculos, não importa sua idade, gênero ou condição física.

Esta filmagem com cenas do atleta @barsaliniicaro mostra um pouco da atividade. Créditos da música: Banda @engrennagem

Fonte de Informações:
https://www.tracer.com.br/parkour/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Parkour

Imagens: Ícaro Barsalini @barsalkiniicaro