Pontão da Fortaleza

O Pontão da Fortaleza está localizado próximo a Praia da Fortaleza, e fica refugiado na região sul de Ubatuba, sendo seu acesso pelo Km 67 da rodovia Rio-Santos (BR 101).

Pontão da Fortaleza

Chegamos a belíssima Praia da Fortaleza após percorrer cerca de 8 Km por uma “estrada ecológica” asfaltada, estreita com muitas curvas, subidas e descidas, com vista maravilhosa do mar, passando pelas Praias Dura, Brava do Sul, Praia dos Arquitetos, Praia do Costa e Brava da Fortaleza.

Pontão da Fortaleza

O caminho para o Pontão se inicia no canto direito da Praia da Fortaleza, e com a maré baixa é possível chegar até a Prainha da Fortaleza pela areia. Esta prainha é um local muito frequentado por praticantes de mergulho, devido as muitas pedras, formações de coral, e presença marcante de peixes ornamentais. Se a maré estiver alta é possível fazer o breve caminho por uma trilha que se inicia subindo uma grande pedra.

Pontão da Fortaleza

A partir da Prainha da Fortaleza, o caminho para o Pontão da Fortaleza se inicia por uma trilha aberta de 10 a 12 minutos, de nível fácil, tomando-se o cuidado de seguir o caminho à esquerda ao chegar em uma bifurcação, para atingir o Pontão.

Pontão da Fortaleza

Se optar pelo caminho à direita nesta bifurcação, estará no percurso para a Praia do Cedro do Sul, a conhecida Trilha das 7 praias, que neste caso finaliza na Praia da Lagoinha.

Pontão da Fortaleza

O Pontão da Fortaleza, impressiona pela beleza da costeira rochosa e formato das enormes pedras que parecem terem sido colocadas lá manualmente, em especial um conjunto de pedras que recebe o nome de “Pedra da Tartaruga”. O local é o paraíso do Boulder em Ubatuba, e recebe anualmente uma tradicional competição da modalidade reunindo centenas de montanhistas.

Boulder
Este é um esporte de escalada em rocha, praticado sem o uso de equipamentos de segurança como cordas e mosquetões. Consiste em escalar pequenos blocos de pedras, geralmente com altura não superior a 6 metros, onde os movimentos para finalizar o Boulder são geralmente de extrema dificuldade técnica e exigem força. Outra particularidade é que as “vias” feitas nesses blocos de pedras são chamados de “problemas” ou “problemas de boulder”, diferente da escalada tradicional ou esportiva onde temos “vias“.

Para a prática é necessário sapatilhas, carbonato de magnésio (para as mãos), “crash pad” (um espécie de colchão para amortecer a queda), e um segurança de corpo (chamado de “spot”). O segurança de corpo é uma pessoa cujo o papel é fazer com que o escalador caia em pé em cima do crash pad, isso é importante pois muitas vezes o escalador pode cair de mau jeito e mesmo em cima de um crash pad ele pode se machucar.