O Granito Verde-Ubatuba

A Descoberta do Granito Verde-Ubatuba
Entre 1961 e 1962, ir para Ubatuba era uma questão de status, as praias mais frequentadas eram as do Perequê-Açu e Iperoig (ou Cruzeiro). Com a expansão da cidade e o crescimento da população, algumas fazendas começaram a virar loteamentos, como foi o caso da Praia das Toninhas, que era de dois proprietários: uma parte pertencia a Luiz Silva e a outra metade, a Mário Manzetti, que contratou uma empresa de terraplanagem,  para fazer a abertura da estrada e lotear o local.Granito Verde

Com a necessidade de aterrar algumas partes das terras com cascalho, a empreiteira viu-se na obrigação de comunicar o contratante. Este, por sua vez, revelou que suas terras iam até o final do morro, onde grande parte da estrutura era puramente rochosa, que poderiam ser utilizadas para tal finalidade. Então foi aberta uma estrada íngreme até o local, onde apenas tratores eram capazes de chegar. Lá, foi encontrado um granito, do qual a empresa de terraplanagem enviou uma amostra ao IPT (Instituto Paulista de Tecnologia), para estudos e verificar se realmente o material era apropriado, para ser utilizado como cascalho.

Para surpresa de todos, o IPT retornou dizendo que não haveria nenhum problema em utilizá-lo como cascalho, porém isso seria um desperdício, pois tratava-se do granito verde, antes encontrado somente na África, assim esta foi a primeira pedreira do granito, que, com o passar do tempo, foi expandindo-se por toda Ubatuba. Esta descoberta foi de extrema importância pois o granito tornou-se economicamente um dos grandes poderes do município, que entrou no comércio internacional, realizando inclusive exportação, através do Porto de Santos, pois é um produto raro encontrado apenas em Ubatuba e na África.

A exploração em Ubatuba chegou ao fim, em função da proteção da reserva ambiental da Serra do Mar, e em 1972, um granito com as características geológicas semelhantes ao Verde-Ubatuba e chamado de Verde-Labrador foi encontrado em Alto Mutum Preto, distrito de Baixo Guando, no Espírito Santo. Atualmente, o Granito Verde-Labrador é o único material verde semelhante ao Verde-Ubatuba, em atividade no Brasil, com uma produção mensal que pode aumentar, de acordo com a demanda do mercado, visto que a reserva mineral é de fácil desmonte e de volume inesgotável.

Monumento Maçon
Alguns anos depois da descoberta do granito, e em plena fase de extração e comercialização, por uma casualidade do destino, uma peça deste granito cortado caiu de um caminhão, no meio da rua, atrapalhando o translado de automóveis e de pessoas. A pedra foi retirada por integrantes da Maçonaria, que nela registraram seu símbolo e tornou-a monumento, colocado bem no centro da rotatória que interliga o aeroporto e a avenida Iperoig.

Granito Verde - Monumento Maçon

Supercontinente
Pelo fato de ter jazidas deste minério específico, somente em Ubatuba e na Costa do Marfim, constata-se uma forte evidência de que a América e a África estiveram unidas em épocas passadas, formando um supercontinente.

Definição Técnica
O granito é uma rocha magmática formada de três minerais: mica, quartzo e feldspato, é normalmente encontrado nas placas continentais da crosta terrestre, é quase sempre sólido (sem estrutura internas), duro e resistente, sendo por essas qualidades usado como pedra para a construção civil, como comparação é mais duro que o mármore.

Entre os diversos tipos de granito, podemos destacar o granito Verde-Ubatuba, de produção nacional,Granito Verde Ubatuba um tipo de pedra de coloração escura, podendo até ser confundida com o preto, mas nesse caso ele possui esverdeado. É possível usar o granito Verde-Ubatuba em diversos ambientes da casa, mas as bancadas e pias estão entre os locais em que o produto é mais utilizado, até por causa de sua ótima resistência a sujeira, arranhões e peso.

As jazidas do Granito Verde-Ubatuba, localizam-se no município de Ubatuba (folhas topográfica Ubatuba e Picinguaba, escala 1:50.000). Os blocos de rocha compacta, de forma arredondada, produzido pela esfoliação tipo casca de cebola (chamado de matações), que alcançam em média 300 a 400 metros cúbicos de volume, ocorrem enterrados e semi enterrados. São blocos de forma predominantemente tabular de arestas arredondadas e que apresentam superfície rugosa e muito ondulada. A rocha é equigranular, grosseira, de cor verde-escura, tanto quando in natura, como quando polida. Em algumas porções da rocha são observadas concentrações de minerais amarelos, formando mosaicos.

Fontes:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Granito
https://ubatubense.blogspot.com.br/2010/04/granito-verde-ubatuba.html