Praia da Maranduba

A Praia da Maranduba está localizada a 25 Km do centro da cidade, e vindo de Caraguatatuba é a primeira praia de Ubatuba visível da estrada. Ela tem uma orla de 2 km, águas calmas e transparentes, areia fina, compacta e de cor acinzentada (monazítica).

Maranduba

A Maranduba é um local movimentadíssimo, com excelente infraestrutura, dispondo de pousadas, quiosques, restaurantes, pizzarias, bares noturnos, sorveterias, lojas de moda e comércio em geral. Conta ainda com vários atrativos como, aluguel de barcos, caiaques, SUP, passeios de banana boat, de escuna e o badaladíssimo “Tobocean”.

Maranduba

Seguindo para o sentido das montanhas (Serra do Mar), temos o Sertão da Quina, onde se localizam cachoeiras famosas como a Cachoeira da Renata, do “Zé” Correa, Água Branca e o  “Poço Verde”.

A praia é costeada pela rodovia e possui uma bela vista para as Ilhas da Maranduba, do Pontal e do Mar Virado. Faz divisa à direita com a Praia do Pulso, à esquerda com a Praia do Sapê e em seguida com a Praia da Lagoinha, forma uma das mais extensas orlas de Ubatuba, com cerca de 7 Km.

Maranduba em tupi-guarani significa literalmente: “notícia da guerra (do barulho)” (“mará” = guerra + “anduba” = notícia). Durante os finais de semana, nas férias escolares e feriados, a região da Maranduba conta com grande contingente populacional.

Maranduba

História
O precursor nestas terras, que abrange uma enorme área de mata, cachoeiras e praias, incluindo Maranduba e Sapê foi o engenheiro francês João Agostinho Stevenné, que em 1827 era proprietário de quase toda área plana e cultivável. Nesta região, que era denominada Brajahimerinduba supõem-se, seja uma junção de Brejaúva, espécie de palmeira, e Maçaranduba, árvore de madeira vermelha escura, boa para dormentes de estradas de ferro. Sua madeira é tão leve e rígida, que as embarcações construídas com ela são quase eternas, também produz um fruto saboroso e de seu tronco se extrai o látex.

Dizem que na língua indígena, Maranduba significa conjunto de histórias bonitas, que as gerações contam umas às outras, transferindo seus valores, cultura e conquistas. No passado, a Fazenda Bom Retiro, conhecida como Ruínas da Lagoinha, usufruía do atracadouro de Maranduba, para transportar a cachaça fabricada.