Praia do Bonete

A Praia do Bonete é uma excelente opção para quem busca contato intenso com a natureza, com poucas pessoas, às vezes ninguém, sem a necessidade de percorrer uma trilha por mata fechada e de difícil acesso.

Esta praia faz parte da Trilha das 7 Praias e o ponto de partida mais próximo para chegar a este paraíso, é o canto esquerdo da Praia da Lagoinha.

Praia do Bonete

Parte da trilha é realizada beirando o mar e parte por dentro da Mata Atlântica, levando cerca de 40 minutos até a Praia do Bonete, passando pelas Praias do Oeste e do Perez.

É uma praia com água um pouco agitada, areia amarelada, um ambiente extremamente preservado. Um”point” ideal para quem busca contato intenso com a natureza.

Praia do Bonete

A infraestrutura local conta com a presença de um rústico quiosque.

Importante:
Para realizar trilhas, siga algumas regras básicas: Preserve a natureza, não jogue lixo na trilha, não maltrate os animais, não entre em propriedades particulares, recolha seu lixo e dê o destino certo para ele, deixe apenas pegadas, evite fazer barulho, desfrute dos sons da natureza, cuidado para não causar incêndios na floresta, planeje bem sua caminhada e informe a alguém sobre seu passeio, proteja-se do sol, mosquitos, borrachudos e mantenha-se sempre na trilha.

Se a caminhada for extensa é indispensável alguns acessórios como um calçado confortável, calça comprida leve e macia, camiseta de manga comprida por conta do capim navalha, boné, mochila impermeável com repelente, protetor solar, máquina fotográfica, muda de roupa seca, capa de chuva, agasalho, apito, toalha, lanterna, além do lanche, água e barrinha de cereal por exemplo. Preste atenção as passadas, e desníveis causados por erosões, devido às chuvas, e a utilização de um “cajado” ajuda bastante a diminuir os impactos.

Também esteja alerta para abelhas, porcos do mato e a presença de cobras peçonhentas que são muito comuns em Ubatuba e na região da Mata Atlântica, tais como a jararaca (Bothrops jararaca), coral (Micrurus Corallinus), jararacuçú (Bothrops) e urutú-cruzeiro (Bothrops alternatus), que costumam ficar no meio da trilha, especialmente em lugares que bate sol.

Fazer trilhas acompanhado de um Guia Credenciado, é uma boa recomendação para garantir mais segurança e também aproveitar para conhecer a história do local.

Lembre-se: da natureza nada se tira, além de fotos e nada se leva, além de boas lembranças!!!